sábado, 17 de julho de 2010

Não somos destruídos 2 Co 4: 8, 9.


Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos.


Diante dos horrores deste mundo vil, é praticamente impossível não ficarmos perplexos, atribulados, desanimados e irados! Parece que estamos indo rumo ao caos, que não existe mais esperança ou porque lutar; mas tudo isso já estava previsto por Deus.
      O horror deste mundo, parece não incomodar a alguns. Será que é normal ficar indiferente diante de tanta violência e perversidade? Vemos o crescimento do assassinato, da imoralidade e da corrupção; este mundo está afundando! Isso é um sinal do fim.
      Satanás tem cegado a muitos, ele tem desviado a atenção do homem, tem mudado o foco de muitos que não conseguem compreender que nada sai do controle de Deus. O crente não fica aflito com estes fatos, pois ele sabe que não será destruído, o crente é seguro como o filho do leão (Pv 28: 1). O filho do leão é o único animal que dorme tranqüilo, afinal, quem ousará tentar contra o filho do rei da savana?
     É normal ficar espantado, mas sabemos que nosso Deus não dorme, Ele é o nosso refúgio e a nossa fortaleza (Sl 91: 2), quem confia no Senhor, não será confundido.
      Jesus em Mt 6: 25-34, fala da ansiedade humana, Ele fala de como devemos nos comportar diante das aflições da vida, não devemos nos desesperar, e sim confiar em Deus, pois afinal somos filhos de Deus o Leão da tribo de Judá, e não somos destruídos!
      O crente, não deve ser omisso ou indiferente diante da injustiça, mas não deve se desesperar com o mal, Deus é maior que o mal deste mundo, por este motivo, não fiquemos abalados com o mal, mas façamos do bem o nosso baluarte! Estamos firmados em Deus, por isso, não somos destruídos!

Pr. Adriano Cunha.        

Nenhum comentário:

Postar um comentário